Diplusodon microphyllus Pohl: a beleza está nos detalhes!

by 04:27:00 0 comentários

Muitas vezes na correria do dia-a-dia, não temos tempo para contemplar as maravilhas que a natureza nos apresenta. Mas um dia desses, entre uma reunião e outra, passeando pelas imensas áreas verdes da Universidade de Brasília, me deparei com uma plantinha de flor roxa de grande beleza. Imperceptível aos olhos da maioria das pessoas, mas que merece ser apreciada sem pressa.
           
Descrição botânica: Planta da família Lythraceae de porte subarbustivo e folhas opostas. As flores são hexâmeras, períginas, duas bractéolas e um epicálice de seis apêndices, de coloração arroxeada e podem estar isoladas ou agrupadas em inflorescências com duas ou mais flores e em múltiplos cachos. O fruto é uma cápsula septicida com sementes aladas.
            Apresenta como sinônimos botânicos: Diplusodon buxifolius var. naudini Lourteig; D. hirtellus (Cham. et Schlecht.) G.Don; Friedlandia hirtella Cham. et Schlecht.

Onde ocorre: No bioma Cerrado, nas formações tipo cerrado e campo rupestre. Mais facilmente encontrada nos estados de Minas Gerais e Goiás. É uma espécie nativa e endêmica da Flora do Brasil, ou seja, só é encontrada no país e em locais bastante específicos.


Uso potencial: Estas plantas, assim como outras do mesmo gênero, são extremamente sensíveis às mudanças ambientais. Como o Cerrado é um dos biomas brasileiros mais ameaçados, conhecer este tipo de planta é de fundamental importância, uma vez que podem ser utilizadas como padrão de estudo para avaliar a conservação de um determinado ambiente ou as condições de recuperação da vegetação em áreas degradadas. Pouco se sabe sobre esta planta e não existem relatos sobre seu uso popular.

Curiosidades: Cavalcanti e Rua (2008) relatam que entre as diferentes espécies de Diplusodon, aquelas de porte subarbustivo (como é o caso de D. microphyllus) apresentam uma formação subterrânea chamada de xilopódio. Esta estrutura ocorre em muitas plantas do Cerrado, sendo considerada uma forma de adaptação das espécies ao fogo. É uma estrutura de reserva que, após a queima da parte aérea, permite a rápida rebrota das plantas e recuperação da vegetação queimada.


Fotos: J. Camillo.

Referências bibliográficas
CAVALCANTI, T.B. Diplusodon in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: Link. Acesso em: 01 Mar. 2015.

CAVALCANTI, T.; RUA, G. Inflorescence patterns in the woody Brazilian genus Diplusodon (Lythraceae). Flora, 203, 261-271, 2008.

MEDEIROS, J.D. Guia de campo: vegetação do Cerrado 500 espécies. Brasília: MMA/SBF, 2011. 532p. (Série Biodiversidade, 43). Download gratuito em: Link

0 comentários:

Postar um comentário

Este blog foi criado com o objetivo de informar e entreter. Apresentar uma espécie vegetal seus usos, potencialidades e curiosidades, com informações mais detalhadas, para que as pessoas conheçam e contemplem a beleza de cada espécie.O conteúdo é destinado a toda comunidade e serão muito bem vindas, todas as colaborações daqueles que estejam dispostos a dividir seu conhecimento com quem tem sede de aprender sempre.