Algodão-do-campo {Cochlospermum regium (Mart. ex Schrank) Pilger}

by 03:40:00 10 comentários

Esta planta é um recurso medicinal importante em algumas comunidades rurais brasileiras, principalmente nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste. Ela foi assunto da minha dissertação de mestrado e agora, finalmente, consegui boas imagens pra podermos mostrar essa planta maravilhosa. O nome comum, algodão-do-campo ou algodãozinho-do-campo, se dá em função da semelhança com o algodão comercial.
 
Folhas e capulhos do algodão-do-campo mostram a semelhança com o algodão comercial.
Descrição botânica: Subarbusto com até 2 metros de altura; raiz pivotante e muito espessa quando adulta (até 20 cm de diâmetro);  ramificado, com folhas alternadas simples e palmadas; as flores são amarelas e bem vistosas, no formato de uma concha com 6 a 8 cm de diâmetro, dispostas em cachos no final dos ramos e com até 10 flores/cacho; cada flor é composta por cinco pétalas de cor amarelo-vivo e com discretas pontuações marrom-avermelhado; as flores contém numerosos estames curvados; os frutos são alongados, de coloração variando entre verde e castanho-escuro conforme avança a maturação; as sementes são pequenas, de coloração preta e são envoltas por pequenas plumas, muito semelhante ao algodão comercial.
 
Capulho com sementes envoltas em plumas, mecanismo que facilita a dispersão. Este também é o ponto ideal de colheita de sementes para propagação.
Onde ocorre: É uma planta nativa da flora do Brasil e que ocorre naturalmente em quase
Área de ocorrência natural do algodão-do-campo no Cerrado.
todos os estados da Nação, preferencialmente, em áreas de Cerrado. A planta é característica de áreas degradadas, como beiras de estradas e clareiras abertas pelo desmatamento e revolvimento do terrenos. Já no ambiente natural é encontrada, preferencialmente, em pequenas encostas de solo bastante pedregoso.


Usos: É uma planta de uso medicinal com inúmeras aplicações na medicina tradicional, principalmente, na confecção de chás e garrafadas para “problemas de mulher”. A parte usada é a casca da raiz. Estudos fitoquímicos e farmacológicos comprovam que a planta é rica em caempferol, uma molécula que confere à planta propriedades antiinflamatória, analgésica, gastroprotetora e até antioxidante. Muitas plantas do gênero Cochlospermum (C. tinctorium; C. planchonii e C. angolense) possuem ação antimalárica, fato que ainda necessita ser investigado em C. regium.
Observação importante: o uso de plantas medicinais, assim como qualquer outro medicamento, requer sempre o acompanhamento de profissionais de saúde especializados no assunto.
            Mas além do uso medicinal, esta semana encontrei um planta de algodão-do-campo sendo cultivado em um jardim. Desta forma, está aberta a possibilidade para o uso da espécie também como planta ornamental, considerando-se a beleza de suas flores.
 
Algodão-do-campo cultivado em jardim.

Aspectos agronômicos: A propagação é feita por sementes que devem ser semeadas logo que colhidas (germinam 90%) ou entrarão em dormência e a germinação cairá drasticamente (menos de 10%). O substrato para germinação pode ser areia, vermiculita ou uma mistura de ambos, para que fique leve e bem aerado. A germinação pode ser feita em tubetes ou bandejas, preferencialmente, em ambiente protegido e com irrigação constante. As plantas não suportam encharcamento, tão pouco falta de água. O germinação é rápida, mas o desenvolvimento das plantas é lento, levando até 18 meses para estarem prontas para o plantio definitivo. No entanto, seu cultivo é simples e não demanda muitos cuidados de manutenção. O cultivo é recomendando para regiões de temperaturas mais elevadas, preferencialmente, onde não ocorram geadas frequentes.
 
Produção de mudas. A) Maturação das sementes - da esquerda para a direita - a de coloração preta e brilhante indica a fase ideal para colheita; B) germinação e desenvolvimento da plântula; C) germinação em vermiculite; D) muda pronta para plantio definitivo (18 meses).
Curiosidades: Esta planta logo após germinar e emitir raiz, inicia a formação de uma estrutura de reserva denominada xilopódio, que nada mais é do que o engrossamento rápido da raiz principal. Esta características lhe confere resistência à seca e, principalmente, ao fogo, pois quando o Cerrado é queimado e com ele toda a parte aérea da planta, as raízes permanecem intacta e com grande volume de reservas para brotar e continuar seu ciclo de vida. É um dos primeiros arbustos a brotar após os incêndios no Cerrado.



Referências Bibliográficas

CAMILLO, J. Germinação e conservação de germoplasma de algodão-do-campo [Cochlospermum regium (Mart. ex Schrank) Pilger]-Cochlospermaceae. Dissertação (mestrado) Universidade de Brasília, 2008. Link


CAMILLO, J., et al. Conservação in vitro de Cochlospermum regium (Schrank) Pilg.-Cochlospermaceae sob regime de crescimento mínimo. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, 1-2, 184-189, 2009.  Link

10 comentários:

  1. Alguém sabe onde posso comprar uma muda de Cochlospermum regium? Não consigo encontrar. Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Alguém sabe onde posso comprar uma muda de Cochlospermum regium? Não consigo encontrar. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Vitor! Infelizmente você não vai encontrar mudas de algodão-do-campo à venda. Ninguém planta, tudo o que é comercializado é colhido na natureza. Sendo assim, obter mudas só indo colher sementes.

    ResponderExcluir
  4. Olá! eu gostaria de saber se posso pegar uma foto para colocar no meu artigo de conclusão de curso. Faço Moda e montei uma coleção baseada no algodão-do-campo. Faremos uma exposição para lançarmos nosso livro contendo os artigos de cada aluno e precisa ter uma imagem referente à nossa inspiração.

    ResponderExcluir
  5. Olá! eu gostaria de saber se posso pegar uma foto para colocar no meu artigo de conclusão de curso. Faço Moda e montei uma coleção baseada no algodão-do-campo. Faremos uma exposição para lançarmos nosso livro contendo os artigos de cada aluno e precisa ter uma imagem referente à nossa inspiração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Natalia

      Será um prazer ver minhas imagens em um trabalho tão interessante. Tem autorização para usar as imagens que precisar, só peço que em envie uma copia do teu trabalho pois fiquei muito curiosa sobre o assunto.

      Grande abraço
      julceia

      Excluir
  6. Bom dia pessoal! Numa escavação de cascalho em Minas Gerais, foi descoberto uma grande batata que pesa aproximadamente 1kg , perguntei aos nativo o que era aquilo, eles me falaram que eram o algodão do campo! Numa rápida pesquisa na internet, descobri suas propriedades medicinais. Irei levar para plantar no meu jardim em Brasília! Abraços a todos

    ResponderExcluir
  7. Prezada julcéia, estou muito feliz por ter encontrado esse site com informações preciosas sobre o Algodão do Campo. Tenho um pequeno terreno em Minas Gerais, e todos os anos sou agraciada com a presença dessas flores, que admiro e que me encantam, assim como tantas outras espécies do cerrado. Noto que elas florescem geralmente no mês de agosto ou épocas mais secas, eu já tentei cultivá-las através das sementes que encontro em abundancia mas infelizmente não obtive êxito,talvez porque quando vou ao sítio elas já estejam passadas de tempo para o replante. Gostaria de fazer um jardim só dessas flores, pois tenho medo que elas, com tantas queimadas possam desaparecer das redondezas e como sou apaixonada por elas e pela natureza gostaria de preservar. UM ABRAÇO. Vou seguir os conselhos que encontrei aqui. Parabéns e obrigada por divulgar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Lourdinha, muito obrigada pelas suas palavras. Esta planta é meu xodó, foi tema da minha dissertação de mestrado. Você conseguirá propagá-la com relativa facilidade se colher sementes bem maduras e colocar pra germinar imediatamente após a colheita. Sucesso!

      Excluir
  8. FAÇO USO DESSE BELÍSSIMO MEDICAMENTO NATURAL E TENHO TIDO BENEFÍCIOS!

    ResponderExcluir

Este blog foi criado com o objetivo de informar e entreter. Apresentar uma espécie vegetal seus usos, potencialidades e curiosidades, com informações mais detalhadas, para que as pessoas conheçam e contemplem a beleza de cada espécie.O conteúdo é destinado a toda comunidade e serão muito bem vindas, todas as colaborações daqueles que estejam dispostos a dividir seu conhecimento com quem tem sede de aprender sempre.