Abacaxi-ornamental (Ananas spp)

by 14:05:00 0 comentários




Pelo nome de abacaxi-ornamental são conhecidas pelo menos três espécies de bromeliáceas: Ananas ananassoides (Baker) L.B.Sm., A. bracteatus (Lindl.) Schult. & Schult.f. e A. nanus (LB Sm.) LB Sm, que podem ser utilizados como flor de corte ou consumidos como alimento. Estas espécies são conhecidas popularmente também pelos nomes de abacaxizinho, abacaxizinho-do-cerrado, ananás-de-raposa ou abacaxi-da-campina.

Ananas ananassoides.
Descrição botânica: Família Bromeliaceae, são plantas perenes, de porte herbáceo, altura entre 0,5 a 1,2 metros, folhas de cor variando entre verde-escuro a arroxeadas e/ou variegadas. As hastes florais medem até 80cm de altura, com inflorescências solitárias, terminais medindo entre 5 a 20cm de comprimento, com coloração rosada, em diferentes tonalidades. O fruto é muito semelhante ao abacaxi comercial, porém, em tamanho reduzido; a coloração varia entre verde, rosado e amarelado, conforme avança a maturação, com pequenas variações de acordo com as diferentes espécies.


Onde ocorre: Plantas nativas da flora do Brasil, rústicas e muito bem adaptadas, podem ser cultivadas em quase todos os estados do País. Ocorrem naturalmente em regiões de clima mais elevado, a exemplo do Centro-Oeste, do Nordeste e partes do Norte e Sudeste.

Ananas nanus.

Hastes de abacaxi-ornamental comercializadas como
flor de corte, Brasilia - DF.
Usos: Podem ser utilizadas como plantas de jardim, de forma isolada, em maciços puros ou combinadas com outras bromeliáceas ou forrações, ou ainda, como plantas de vaso. No entanto, o uso mais comum dos abacaxis-ornamentais é como flor de corte, utilizados na confecção de arranjos florais tropicais. As hastes, quando utilizadas como flor de corte, podem ser colhidas ainda na fase de botão, ou mesmo após a formação do fruto. A durabilidade do arranjo pode chegar a 40 dias.

Os frutos são muito saborosos e podem ser consumidos como alimento. O sabor é muito semelhante ao do abacaxi comercial e podem ser consumidos in natura, embora sejam um pouco ácidos, preparados na forma de geleias, doces, compotas, licores ou cozidos como ingrediente em pratos doces ou salgados.



Aspectos agronômicos: As espécies, em particular o Ananas ananassoides, são ocasionalmente cultivadas para flor de corte, sendo muito comum também, a sua exploração por meio do extrativismo em populações naturais. A multiplicação é relativamente fácil, feita por meio de mudas que surgem ao redor da planta e nas coroas dos frutos após o florescimento. O cultivo pode ser feito em condição de pleno sol ou à meia-sombra. Não toleram temperaturas baixas, ideal é entre 20 a 30°C. Pouco exigentes em fertilidade de solo e não toleram encharcamento. São plantas rústica e de fácil cultivo, demandando poucos cuidados para sua manutenção. Os tratos culturais aplicados ao cultivo comercial, a exemplo da adubação, floração artificial e colheita, podem ser adaptados do abacaxi comercial (Ananas comosus), dada a similaridade de cultivo entre todas as espécies.

Arranjo floral confeccionado com hastes de abacaxi-ornamental.

Referências bibliográficas

LORENZI, H. et al. Frutas no Brasil: nativas e exóticas de consumo in natura. São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora. 2015.

REFLORA. Flora do Brasil 2020. Disponível em: www.jbrj.gov.br/floradobrasil. 2016.




0 comentários:

Postar um comentário

Este blog foi criado com o objetivo de informar e entreter. Apresentar uma espécie vegetal seus usos, potencialidades e curiosidades, com informações mais detalhadas, para que as pessoas conheçam e contemplem a beleza de cada espécie.O conteúdo é destinado a toda comunidade e serão muito bem vindas, todas as colaborações daqueles que estejam dispostos a dividir seu conhecimento com quem tem sede de aprender sempre.