Bacuri (Platonia insignis Mart.)

by 10/30/2016 07:13:00 PM 2 comentários


Descrição botânica: Família Clusiaceae; árvore com até 30m de altura e até 2m de diâmetro de tronco; folhas simples, grandes, de textura lisa e rígidas; botões florais rosados ou brancos; frutos grandes, com 10cm de comprimento ou mais e podem pesar até 1,5kg, casca espessa e bastante dura; a polpa é esbranquiçada de sabor levemente ácido; as sementes são grandes e tem coloração marrom.

Fruto imaturo.
Onde ocorre: Planta nativa do Brasil, característica do bioma amazônico. A espécie ocorre de forma natural na Região Amazônica brasileira e nos também nos países vizinhos, caso das Guianas, Peru, Bolívia, Colômbia e Equador. 

Usos: A planta tem uso alimentício, medicinal e madeireiro. A polpa do bacuri é esbranquiçada e de sabor levemente ácido. Pode ser consumida in natura ou processada na forma de polpa para sucos, doces, sorvetes, geleias, licores, recheio de tortas e doces, biscoitos, pudins e uma infinidade de pratos, incluindo até mesmo cerveja. Das sementes é extraído o óleo, que é utilizado na medicina popular como anti-inflamatório e cicatrizante, além do uso na indústria de cosméticos. A madeira é considerada nobre.

Folhas e botões florais rosados de bacurizeiro.

Planta de bacurizeiro sob cultivo e poda para manter
o porte baixo.
Aspectos agronômicos: A produção de mudas pode ser feita por sementes, brotações que surgem nas raízes das plantas adultas ou estaquia de raízes. A enxertia é utilizada na produção de mudas de alta qualidade. É possível o uso da alporquia e estaquia de ramos como formas de propagação, mas o pegamento das mudas é inferior a 10%. Mudas clonadas iniciam a produção entre 5 a 7 anos após o plantio, já mudas oriundas de semente podem levar mais de 10 anos para frutificar. Cada planta pode produzir mais 200 frutos ao ano.
     O cultivo é feito em locais com chuvas anuais entre 1100 a 3000mm, umidade relativa acima de 70% e temperatura entre 24 a 27ºC. O solo deve ser profundo e bem drenado. As plantas respondem bem ao manejo e adubação e devem ser podadas periodicamente para manter o porte baixo e facilitar a colheita. Os cultivos ainda são em pequena escala, mas a Embrapa Amazônia Oriental possui um banco de germoplasma da espécie e avançadas pesquisas de melhoramento genético.

Cultivo de bacurizeiro em área experimental da Embrapa Amazônia Oriental, Bélem/PA.

Referências

CARVALHO, J.E.U. et al. Bacurizeiro. Embrapa Amazônia Oriental. Link. 2016.

Clusiaceae in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: Link. Acesso em: 28 Out. 2016.

HOMMA, A. CARVALHO, J.E.U.; MENEZES, A.J.E.A. Frutos da Amazônia em ascensão: bacuri. Ciência Hoje. 2010. Link

2 comentários:

  1. Moro em São Paulo,tem como fazer enxerto em outra arvore? Qual?

    ResponderExcluir
  2. Moro em São Paulo,amo aafruta bacuri,da pra fazer enxerto em outra arvore? Qual

    ResponderExcluir

Este blog foi criado com o objetivo de informar e entreter. Apresentar uma espécie vegetal seus usos, potencialidades e curiosidades, com informações mais detalhadas, para que as pessoas conheçam e contemplem a beleza de cada espécie.O conteúdo é destinado a toda comunidade e serão muito bem vindas, todas as colaborações daqueles que estejam dispostos a dividir seu conhecimento com quem tem sede de aprender sempre.