Bacupari (Garcinia gardneriana (Planch. & Triana) Zappi)

by 03:15:00 0 comentários


Assim como muitos brasileiros, tenho por hábito ir à feira nos fins de semana. Sobradinho/DF, minha cidade, tem duas feiras muito boas: a Feira da Lua nas sextas-feiras e a Feira do Padre aos domingos pela manhã. Sempre vou à várias feiras em busca de novos sabores e aromas. No último fim de semana tive a grata satisfação de experimentar o bacupari, um fruto de sabor doce, suculento e muito aromático. Então fiquei curiosa pra conhecer um pouco mais sobre este fruto, que será a nossa planta da vez: bacupari.

Descrição botânica: Planta da família Clusiaceae, árvore com 5 a 10m de altura, tronco com casca rugosa; folhas simples, pecioladas, opostas, bordos inteiros, com 6 a 15cm de comprimento; flores esbranquiçadas, pequenas, reunidas em conjunto na axila das folhas, flores masculinas e femininas em números semelhantes no mesmo conjunto; frutos com casca macia, amarelo-alaranjada, polpa suculenta e doce; sementes grandes e de cor castanha.

Onde ocorre: Espécie nativa do Brasil, de ocorrência natural em todas as regiões, especialmente na Mata Atlântica. Pode ser encontrada também em outros países tropicais da América latina.

Usos: Como alimento os frutos são consumidos in natura, na forma de sucos ou doces. As folhas possuem propriedades medicinais. Sob o ponto de vista ecológico, é uma espécie nativa importante para uso, em plantios mistos, na recuperação de áreas degradas.

Aspectos agronômicos: A planta se propaga por sementes. Não existem cultivos comerciais de bacupari, mas a espécie é frequentemente cultivada em pomares domésticos, especialmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil.


Referências

Clusiaceae in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: Link. Acesso em: 09 Dez. 2016.

LORENZI, H.; LACERDA, M.T.C.; BACHER, L.B. Frutas do Brasil Nativas e Exóticas (de consumo in natura). São Paulo: Instituto Plantarum. 2015. P. 213.

SANTOS-SOUZA, E. et al. Caracterização anatômica e testes histoquímicos em folhas submetidas a diferentes níveis de sombreamento de Garcinia gardneriana (Planchon et Triana Zappi (Clusiaceae). 60º Congresso Nacional de Botanica. 2009. Link

0 comentários:

Postar um comentário

Este blog foi criado com o objetivo de informar e entreter. Apresentar uma espécie vegetal seus usos, potencialidades e curiosidades, com informações mais detalhadas, para que as pessoas conheçam e contemplem a beleza de cada espécie.O conteúdo é destinado a toda comunidade e serão muito bem vindas, todas as colaborações daqueles que estejam dispostos a dividir seu conhecimento com quem tem sede de aprender sempre.